GracieMag - Sensō Jiu Jitsu

GracieMag

Lucas Hulk vibra com bicampeonato no Mundial Sem Kimono: “Superação” November 08 2016

Hulk mordeu o bicampeonato mundial faixa-preta no torneio sem kimono. Foto: IBJJF

Hulk mordeu o bicampeonato mundial faixa-preta no torneio sem kimono. Foto: IBJJF

Campeão mundial de Jiu-Jitsu sem kimono pela IBJJF no último domingo, 6 de novembro, na Califórnia, o astro da Atos Lucas “Hulk” Daniel manteve o bom desempenho pelo segundo ano consecutivo.

Na final do peso pesado, Lucas venceu o duríssimo Vitor Oliveira (GFTeam) por uma vantagem e ficou com mais uma medalha de ouro do Mundial Sem Kimono, repetindo o feito de 2015, também na faixa-preta, só que na categoria de baixo, a dos meio-pesados. O atleta detalhou a finalíssima que lhe rendeu o título.

“O Vitor Oliveira é um atleta duro e respeito o Jiu-Jitsu dele. Foi uma luta tensa, onde não poderia errar. Fui determinado a ganhar e graças a Deus deu tudo certo. Acho que meu diferencial no campeonato foi que eu tentei trabalhar mais meus pontos fracos, igualar minhas técnicas tanto por cima quanto por baixo. Fez toda a diferença na hora da luta. Eu fiquei em algumas posições de risco, mas mantive a calma e consegui vencer”, conta Lucas, antes de relatar o momento em que se viu em apuros.

“Teve uma luta no qual o adversário tentou passar minha guarda e eu virei de quatro apoios, e logo após ele fez o cinto de segurança, sem os ganchos e não marcou pontos. Eu respirei, me ajeitei e fui capaz de colocar na 50/50. A partir daí, eu trabalhei bem e finalizei o adversário no pé. Fiz três lutas, duas eu venci por finalização e a outra na vantagem”.

Lucas revelou também que quase desistiu de lutar na semana da competição, por conta de uma lesão, mas optou pelo caminho da superação para sair vencedor e comemorar o bicampeonato mundial nos Estados Unidos.

“Sim, foi o campeonato da superação. Eu realmente não estava confiante. Fiquei um tempo sem treinar, por uma série de lesões. Foi um camp complicado pra mim. Graças ao professor André Galvão, que me motivou do começo ao fim, eu pude ir lá e vencer”, concluiu o jovem campeão.

(Fonte: Assessoria de imprensa)


Campeão no Jiu-Jitsu e no MMA, Léo Leite disputa cinturão do Iron Fight 10 POP July 04 2016

Ex-campeão médio e meio-pesado do Legacy, Léo parte em busca do título 93kg do Iron Fight. Foto: Legacyfights.com

Ex-campeão médio e meio-pesado do Legacy, Léo parte em busca do título 93kg do Iron Fight. Foto: Legacyfights.com. Foto

O faixa-preta de Jiu-Jitsu e judoca Léo Leite é um dos daqueles atletas que não consegue parar quieto.

Bicampeão mundial de Jiu-Jitsu e ex-campeão peso médio e meio-pesado do Legacy, Léo parte mais uma vez em busca de um título, agora em terras brasucas.

O casca-grossa foi escalado para lutar pelo cinturão do Iron Fight 10 POP, que rola no dia 3 de setembro. Ele encara Júlio “Morangão” pelo título até 93kg do evento, que será realizado no Rio de Janeiro.

E você, amigo leitor, o que acha da fome de luta de Leonardo Leite no MMA? Comente conosco!


Campeões mundiais peso leve, Daniel Moraes e Leandro Lo trocam elogios February 06 2014

Daniel, Diego e Leandro Lo conversam nos bastidores da Copa Pódio. Foto: Carlos Arthur/GRACIEMAG

Daniel, Diego e Leandro Lo conversam nos bastidores da Copa Pódio. Foto: Carlos Arthur/GRACIEMAG

Um encontro de gerações ocorreu no último sábado, dia 1° de fevereiro, nos bastidores da Copa Pódio de Jiu-Jitsu. De um lado, o atual campeão mundial peso leve da IBJJF, Leandro Lo. Do outro, um antigo campeão da mesma categoria, o faixa-preta Daniel Moraes.

No primeiro intervalo do GP de Pesos Pesados, nossa reportagem foi conferir a área de concentração do torneio, lá estavam Daniel e Diego Moraes, líderes da Team Moraes, acompanhando seu pupilo e participante da competição, o atleta do UFC Alan Belcher.

Enquanto conversava com nosso repórter, relembrando histórias dos antigos torneios de pano, Leandro Lo, que relaxava logo ao lado, virou-se para o faixa-preta e perguntou: “Você é o Daniel, campeão em 2003?” Meio acanhado com a repentina pergunta, o bicampeão em 2003 e 2004  confirmou e Lo abriu um largo sorriso e cumprimentou o feroz predecessor.

Depois do fatal papo sobre as baias da vida, nosso repórter aproveitou a brecha para perguntar como seria um embate entre eles. Humilde, como de costume, Lo respondeu sem pestanejar:

“O Daniel? Ele ia passar minha guarda com certeza!”, respondeu com o mesmo sorriso.

Daniel por sua vez, disse que seria uma missão complicada passar a guarda ferrenha do atleta da Cícero Costha:

“Eu ia ter que prender e amarrar muito o Lo pra conseguir passar, isso se eu conseguisse passar”, disse o experiente Daniel.

Após a conversa, uma foto para marcar o encontro entre o campeão de 2003 e 2004 com o campeão em 2012 e 2013.

E você, leitor, sonha com algum outro encontro de gerações no Jiu-Jitsu? Conte pra gente!

Leandro Lo e Daniel Moraes. Foto: Carlos Arthur/GRACIEMAG

Leandro Lo e Daniel Moraes. Foto: Carlos Arthur/GRACIEMAG