GracieMag - Sensō Jiu Jitsu

GracieMag

Fernandinho Vieira analisa luta com Paulo Miyao, fala de MMA e da seletiva de Gramado January 31 2014

Fernadinho Vieira em ação no Jiu-Jitsu. Foto: Vitor Freitas/GRACIEMAG

Fernadinho Vieira em ação no Jiu-Jitsu. Foto: Vitor Freitas/GRACIEMAG

São dez anos como faixa-preta já, mas o manauara Fernando Vieira não perde a motivação ao competir no Jiu-Jitsu.

Atleta da Alliance em Curitiba, Fernandinho participou da seletiva para o WPJJC em Osasco, e só parou em Paulo Miyao (Cícero Costha), na final da categoria até 70kg.

Campeão mundial em 2004 na faixa-preta e campeão do WPJJC em 2012, o magrinho prometeu voltar a brigar pelos pacotes aéreos na próxima seletiva, em Gramado, no Rio Grande do Sul, no dia 14 de fevereiro.

Antes, porém, vai afiar seu MMA com Serginho Moraes e André Dida, para calçar as luvas e atuar no Xtreme Fighting Championship, em 8 de fevereiro, contra Marcelo Rojo. Em papo com GRACIEMAG, Fernandinho comentou a luta contra Paulo Miyao, falou do contrato com o XFC e da carreira no MMA. Aprenda com ele:

GRACIEMAG: Você enfrentou Paulo Miyao pela segunda vez, na seletiva em Osasco. Como analisa essa revanche de vocês?

FERNANDO VIEIRA: Eu já tinha lutado com ele em Manaus e minha estratégia não era diferente. Nessa luta agora fui para matar o único jogo que ele tem, e sinto que consegui. Porém, no final ele atacou meu pé, eu nem me defendi, mas poderia ter atacado o pé dele. Pensei que por eu não estar defendendo não iria dar em nada. Acabei errando ali nesse momento. Se eu tivesse atacado o pé do Paulo quando ele atacou o meu, a luta poderia ter acabado de forma diferente. Mas foi boa a luta, o Carlos Holanda me deu umas dicas muito boas de matar o berimbolo, e vejo que não é difícil matar este jogo. Caso eu lute com o Paulo novamente meu jogo não vai mudar. Estou com uma sede de lutar com ele novamente, acho meu Jiu-Jitsu muito mais completo, mesmo sem desmerecer a ele. Ele é um campeão e eu também. e toda vez que nos enfrentarmos vai ser guerra. Vou lutar a seletiva de Gramado depois da minha luta de MMA, no XFC.

E quando você volta a calçar as luvas?

Assinei com o XFC, que agora tem transmissão na RedeTV! Vou lutar no dia 8 de fevereiro, contra Marcelo Rojo. Ele vem de seis vitórias seguidas no MMA. Agora é afiar as posições com o André Dida e Serginho Moraes, na Evolução Thai, aqui em Curitiba.

Você não luta MMA desde março de 2012, certo? Como está a preparação para o XFC?

Olha, eu posso dizer que caso eu aplique o nocaute nas minhas próximas lutas isso não será surpresa [risos]. Meu boxe está ficando afiado, o Dida está me preparando muito bem em pé. Para mim ele é uns dos melhores treinadores de MMA. Dida vem fazendo um trabalho excelente junto com a nossa equipe evolução Thai MMA. Estou com oito vitórias e duas derrotas no cartel e vou para vencer mais uma, fiquem ligados na telinha da Rede TV!