GracieMag - Sensō Jiu Jitsu

GracieMag

Finalizações e cinturão feminino marcam o Jungle Fight 63, no Pará December 22 2013

Monstro trabalhou bem e pegou Gorilla no mata-leão. Foto:  Igor Mota/Divulgação

Monstro trabalhou bem e pegou Gorilla no mata-leão. Foto: Igor Mota/Divulgação

Coroando a temporada do Jungle Fight em 2013, a edição 63 do evento, realizada no último sábado, dia 21, no Ginásio da Escola Superior de Educação Física, em Belém do Pará, entrou no rol das melhores do ano. Com um show de finalizações, o card agradou o público presente. Na luta principal, Rodrigo “Monstro” derrotou Gabriel “Gorilla” por finalização e conquistou o cinturão dos pesos meio-médios.

No confronto mais aguardado de todo o Jungle Fight 63, Rodrigo “Monstro” não decepcionou o público paraense que lotou as dependências do ginásio e tornou-se campeão dos meio-médios ao finalizar o mexicano Gabriel “Gorilla”. Mais forte que o adversário, “Monstro” trabalhou bem o jogo de quedas e após castigar o adversário no ground and pound encontrou espaço para encaixar uma mata-leão e sair com o braço erguido.

Em combate espetacular, Larissa Pacheco conquista cinturão feminino dos galos

No combate mais eletrizante de todo o card, Larissa Pacheco e Irene Aldana mostraram raça de dar inveja em muitos marmanjos. Após dois rounds equilibrados e de muita ação, tanto no chão quanto em pé, Larissa Pacheco conseguiu vencer a resistência da mexicana e aplicou um nocaute técnico no terceiro round. Com a vitória, ela tornou-se a primeira mulher a ser campeã dentro do evento.

Com nocaute sensacional Douglas “D’Silva” se credencia ao cinturão do Jungle Fight

Correspondendo às expectativas, Douglas “D’Silva” manteve sua invencibilidade ao nocautear Thiago Passos em incríveis 30 segundos. Com a avassaladora vitória, o atleta, que é natural de Castanhal, Pará, chegou a 22ª vitória na carreira e ganhou de Wallid Ismail, presidente da organização, a oportunidade disputar o cinturão dos pesos-penas (66kg) contra Alexandre “Capitão”, atual campeão da categoria.

Em duelo internacional, “Suavecito” leva a melhor sobre Marcio Gemaque

No primeiro confronto internacional da última edição do Jungle Fight em 2013, José “Suavecito” derrotou Marcio Gemaque. Mais inteiro na maior parte do tempo, “Suavecito” não deu chances para Gemaque. Mesmo sofrendo um knockdown no início do duelo, o mexicano não se entregou e conseguiu colocar a luta para o chão. Aproveitando-se da brecha de Gemaque ao tentar se levantar, ele aplicou uma guilhotina em pé e venceu o confronto.

Joel “Aranha” venceu Michel “Psicopata” por finalização

O apoio de uma barulhenta “torcida organizada” de aproximadamente 50 pessoas não foi suficiente para Michel “Psicopata” levar a melhor sobre Joel “Aranha”. Apesar de ter tido bons momentos e proporcionado um bom espetáculo para a plateia durante o combate, o atleta foi minado com os potentes golpes de Joel “Aranha”. Após sofrer um knockdown, ele acabou sendo finalizado no mata-leão ainda no primeiro assalto.

Nildo “Katchau” nocauteia e leva público ao delírio

Em uma das lutas mais movimentadas da noite, Nildo “Katchau” e Iago Gomes levantaram o público. Contando com o apoio total dos torcedores, “Katchau” mostrou o motivo de ser mais uma grande promessa do Jungle. Com uma grande variação de golpes na luta em pé, o paraense venceu o combate após um forte chute na costela do oponente no segundo round.

Robert “Pato” finaliza Paulo Victor “Cabal” na primeira luta da noite

Um duelo empolgante marcou o início da edição 63 do Jungle Fight. Com ação desde o início do combate, Robert “Pato” e Paulo Victor “Cabal” protagonizaram um belo espetáculo para o público paraense. Querendo a luta de chão desde o primeiro instante, “Pato” mostrou superioridade nas quedas e nas técnicas de solo. Após algumas tentativas frustradas, ele conseguiu vencer o duelo em uma bonita chave de braço no primeiro round.

Confira os resultados do Jungle Fight 63:

Rodrigo “Monstro” finalizou Gabriel “Gorilla” no mata-leão aos 2min40s do R1
Larissa Pacheco venceu Irene Aldana por nocaute técnico a 1min50s do R3
David “D’Silva” nocauteou Thiago Passos aos 28 s do R1
Rivaldo Junior venceu Antônio “Titan” na decisão unânime dos jurados
José “Suavecito” finalizou Marcio Gemaque na guilhotina aos 4min17s do R1
Joel “Aranha” finalizou Michel “Psicopata” no mata-leão aos 3min21s do R1
Nildo “Katchau” nocauteou Iago Gomes aos 4min05s do R2
Rildeci Lima finalizou Francis John no mata-leão a 1min28s do R2
Rafael “Rafa Thai” Silva finalizou Breno “Zeca Urubú” no mata-leão a 1min43s do R1
Robert “Pato” finalizou Paulo Victor “Cabal” no armlock aos 3min01s do R1

(Fonte: Assessoria de imprensa)


Monstro e Gorilla fazem duelo principal do Jungle 63, em Belém do Pará December 16 2013

Rodrigo Monstro em ação no Jungle 57. Foto: Divulgação

Rodrigo Monstro em ação no Jungle 57. Foto: Divulgação

Marcado para o próximo dia 21 de dezembro, às 20h, no Ginásio da UEPA, em Belém do Pará, a edição 63 do Jungle Fight fecha o ano da organização com chave de ouro. Tendo a missão de agradar o fanático público paraense, o Jungle montou um card de dez lutas. Os dois principais duelos contarão com disputas de cinturões. A edição também será marcada pelos confrontos entre brasileiros e mexicanos. Na luta principal da noite, Rodrigo “Monstro” encara Gabriel “Gorilla” pelo cinturão dos meio-médios (77kg) e na segunda luta mais aguardada do torneio, Larissa Pacheco encara Irene Aldana de olho no cinturão feminino dos pesos-galos (61kg).

Entusiasmado com a oportunidade realizar uma luta tão importante “dentro de casa”, o paraense Rodrigo “Monstro” comentou sobre o duelo contra “Gorilla”, a força da torcida e a manutenção da concentração durante o combate.

“Estou muito feliz com essa chance. Treinei muito para esta luta, estou pronto para deixar esse cinturão aqui em Belém. Sei que não será uma luta fácil, mas acho que a energia da torcida tem tudo para jogar ao meu favor. Tenho consciência da minha responsabilidade e sei que quando entrar dentro do cage, serei eu e meu adversário, mais ninguém, Preciso estar muito focado para conseguir essa vitória”, disse o atleta que fará sua segunda luta no Jungle Fight.

Às vésperas de seu primeiro duelo internacional na carreira, “Monstro” procurou estudar o jogo do mexicano e traçar sua estratégia. O atleta da Trator Team atribui ao jogo em pé o maior perigo do oponente, mas se diz pronto para neutralizar as qualidades de “Gorilla” e sair vencedor.

“O meu adversário é muito bom na parte em pé e tem a mão pesada. Vou precisar tomar bastante cuidado, já que ele também põe bem para baixo. Apesar dele ser um bom atleta, eu também tenho minhas armas e sei como fazer para o meu jogo prevalecer. Estou muito confiante para essa disputa de cinturão. Lutar no Jungle Fight significa muito, é uma grande porta, muitas pessoas vão poder assistir minha luta.”

Com um cartel de sete vitórias e apenas uma derrota, ele também fez questão de exaltar a força do MMA no norte do país e confidenciou quais atletas servem como inspiração: “O MMA no Pará é muito tradicional, temos excelentes nomes, não só aqui, mas em toda região Norte do Brasil. Tenho meu irmão (Michel “Trator”) como exemplo. Ele passou por diversas dificuldades e hoje está no UFC. Me espelho bastante nele para poder progredir no esporte. O Lyoto Machida é outro atleta que tenho como base, já tive a oportunidade de treinar com ele e aprendi bastante neste período”.

Jungle Fight 63
Ginásio da UEPA, Belém, Pará
21 de dezembro de 2013

Rodrigo “Monstro” (Trator Team) x Gabriel “Gorilla” Toussaint (Samurai Fight Center – México) – disputa do cinturão até 77kg

Larissa Moreira Pacheco (Bulldog/ Formiga Team) x Irene Aldana “Robles” (Lobo Gym – México) – disputa do cinturão feminino até 61kg

Marcio Gemaque (Marajó Brothers) x José Suavessito (Cleber JJ – México) – até 77kg

Rivaldo Junior (Top Life Amazonas) x Antonio Da Silva “Titan” (Marajó Brothers Team) – até 61Kg

Michel “Psicopata de Jesus” ( Carmen Casca Grossa Team ) x Joel “Aranha” Silva (Roxo Strike Team) – até 57Kg

Douglas da Silva ” D’Silva ” (NFT) x Thiago Passos (Bolado Gold Team) – até 66kg

Junior “Boya”(Black Belt /Game Fight) x Francis John (Fight Center Team) – até 57kg

Rafael “Rafa thai ” da Silva (Marajó Brothers) x Breno Moura “Zeca Urubu” (Ulisses Pereira Team) – até 66 kg

Robert “Pato” Fonseca (DUCKS Team) x Paulo Victor “Cabal” Lisboa (STR Top Fight) – até 77Kg

Iago Gomes Souto (BFT) x Nildo Katchal (Roxo Strike) – até 61Kg

(Fonte: Assessoria de imprensa)