FREE SHIPPING to the U.S. on ALL ORDERS!

Enquete: Qual é a maior das “fake news” do Jiu-Jitsu? Dê a sua opinião

Fake News atingem o Jiu-Jitsu. Foto: Arquivos GRACIEMAG

A rapidez da disseminação de informações, fruto da modernidade da internet, foi um divisor de água no ato de espalhar notícias pelo mundo à distância de um clique. Contudo, juntamente com o conteúdo relevante e de qualidade, surgiram também as velozes “fake news”. No Jiu-Jitsu, como em qualquer nicho, as fake news podem ser perigosas ao disseminar filosofias erradas ou dar créditos à praticas perigosas.

Por isso, nossa reportagem convidou alguns professores para falar, na opinião deles, qual a maior fake news sobre o Jiu-Jitsu que conhecem ou ouviram por aí. A pauta foi destaque na GRACIEMAG #258, e trouxemos algumas linhas da matéria para você conferir online. Confira abaixo e, para ter acesso a mais conteúdos exclusivos como este, assine agora!

Fabio Gurgel: “A maior das ‘fake news’? Querer transformar a nova geração do Jiu-Jitsu em Nutella. Essa molecada é braba demais!”

Roberto Godoi: “A mais divertida é aquela popularizada pelos fãs do UFC, sobre o Steven Seagal: era sempre muito hilário ver o astro do cinema dando aquela ‘polida’ final momentos antes de os atletas caírem para dentro.”

Zé Mario Sperry: “A maior das ‘fake news’ que tenho visto nos últimos tempos na comunidade do Jiu-Jitsu é aquele atleta que posta foto com a medalha no peito, se vangloriando – e o título veio após uma luta somente, e vencida por W.O. Sensacional.”

Bernardo Faria: “Dura essa, mas uma coisa ‘fake’ do Jiu-Jitsu é quando aquele cara mais graduado vira para você e proclama: ‘Ah! Essa posição não funciona’. Nunca vou concordar com isso. Talvez aquela técnica não funcione para VOCÊ, mas cai muito bem no jogo de outra pessoa. Minha meia-guarda mesmo é um exemplo: quando comecei a praticá-la, eu deixava todos os meus oponentes chegarem por cima e ganharem a esgrima, e cansei de escutar que eu nunca poderia deixar aquilo acontecer, que era um erro… Mas acabava que eu sempre raspava todos dali. No Jiu-Jitsu não existe certo ou errado, e tudo pode funcionar, contanto que compreenda a fundo a posição e saiba o tempo certo de usar aquela técnica.”

Rafael Dallinha: “‘Fake news’ no Jiu-Jitsu é a questão de aprender apenas online, sem nunca ter treinado num tatame com um mestre de verdade, e ainda receber faixas assim. Não estou de maneira nenhuma condenando o aprendizado online, que hoje conta com vários professores de altíssimo nível ajudando os alunos por meio desse formato; mas creio que as aulas presenciais são vitais para a total compreensão da arte suave, sua história e seus benefícios.”

Rolles Gracie: “Nesses tempos de ‘fake news’ o mundo do Jiu-Jitsu não está livre. Tem muito charlatão por aí, dando aulas em academias ou mostrando técnicas no Instagram. O aluno tem de ficar de olho, pesquisar bem para fugir da enganação.”

Muzio De Angelis: “Essa é fácil: ‘fake news’ no Jiu-Jitsu é dizer que o Renzo Gracie vai se aposentar um dia. Todos sabemos que o Renzo vai lutar até o último dia de vida dele, bem velhinho. Renzão, com 70 anos de idade, ainda vai estar lutando MMA por aí. Oss!”.

Older Post
Newer Post
Close (esc)

Popup

Use this popup to embed a mailing list sign up form. Alternatively use it as a simple call to action with a link to a product or a page.

Age verification

By clicking enter you are verifying that you are old enough to consume alcohol.

Search

Shopping Cart

Your cart is currently empty.
Shop now