Jungle Fight retorna ao Rio de Janeiro com duas disputas de cinturão October 31 2015

Otto e Deroci fazem a luta principal pelo cinturão 66kg. Foto: Divulgação

Otto e Deroci fazem a luta principal pelo cinturão 66kg. Foto: Divulgação

A última edição do maior evento de MMA da América latina que passou pelo Rio de Janeiro, em julho deste ano, foi especial. Foram oito nocautes, seis finalizações e nenhum combate precisou ser decidido pelos juízes laterais – do jeito que o público gosta e como o presidente Wallid Ismail pede para os atletas: determinação para decidir antes que acabe o terceiro round.

Novamente na cidade maravilhosa, o Jungle Fight 83, que acontece dia 28 de novembro, traz em seu card duas disputas de cinturão. Na maior atração da noite, Otto Rodrigues defende o título peso-pena (até 66kg) pela primeira vez contra Deroci Barbosa. No co-evento principal, Amanda Ribas enfrenta Pollyana Mota pelo topo da categoria peso-palha feminino (até 52kg). Wallid Ismail e o secretário de esportes Marco Antônio Cabral comentaram sobre a realização do evento.

“Estou muito feliz de voltar o Rio de Janeiro, que é o berço do MMA. Estamos fazendo um trabalho forte para que mais atletas de comunidades lutem o Jungle. Isso foi um pedido do secretário e vamos atender pois é nosso principal objetivo: dar oportunidades, massificar o MMA e fazer com que o esporte seja uma ferramenta de inclusão social”, disse Wallid que, assim como o secretário, acredita no sucesso dos atletas que buscam um futuro digno através do esporte.

“Sou um entusiasta das artes marciais. A modalidade, que vem crescendo muito no Brasil, é um ótimo exemplo de inclusão social por meio do esporte. Nós, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, acreditamos no potencial de cada atleta que vai disputar esta edição do Jungle Fight. Estamos na torcida, na certeza de que mais talentos irão surgir em breve”, afirmou o secretário Marco Antônio Cabral.

Invicto com dez vitórias e nenhuma derrota na carreira, o acreano Deroci Barbosa, de 24 anos, é especialista em jiu-jitsu e pretende levar a luta para o chão, onde se sente mais à vontade. Humilde, o atleta elogiou e até desejou sorte ao atual campeão, mas garante estar preparado para fazer uma grande luta e levar o cinturão para o Acre.

“Essa luta está sendo uma grande oportunidade, uma coisa nova para mim. Nunca disputei o cinturão do Jungle e sei que o Otto é um grande campeão. Toda disputa de cinturão é pedreira e sei que não vai ser fácil. Quero desejar boa sorte tanto para mim quanto para ele, e que a gente possa fazer um grande espetáculo para o fã de MMA”.

Natural de Cabo Frio, interior do Rio de Janeiro, Otto Rodrigues, de 27 anos, conquistou o cinturão do Jungle Fight na edição 79, ao finalizar Luiz Carlos ‘Japeri’ no primeiro round. Com o triunfo, o atleta da X-gym alcançou a nona vitória (oito consecutivas) contra apenas uma derrota no MMA. Para ele, manter-se no topo é mais complicado que chegar lá, entretanto, não vê outro resultado que não a vitória.

“Vai ser uma batalha e a expectativa é sempre de vitória. É minha primeira defesa de cinturão e já sei qual será a estratégia. Não o conhecia, mas andei olhando algumas lutas e já definimos por onde vamos vencer. Tenho certeza que estamos preparados e vai ser mais um show na Arena Jungle”, garantiu o atual campeão.

O Jungle Fight 83 tem 19 lutas confirmadas até o momento. Líder de audiência entre os canais esportivos por assinatura durante o Jungle 82, a Bandsports, junto com a Band, transmitem ao vivo para todo o país. ESPN Deportes e ESPN 3 levam o evento para Estados Unidos e América latina, respectivamente, enquanto o portal band.com.br garante o show ao vivo para o mundo todo.

 

Card Jungle Fight 83 (sujeito a alterações):

 

19.Otto Rodrigues (X-gym/Rio de Janeiro) x Deroci Barbosa (Riva Fight/Acre) CINTURÃO 66KG

18.Amanda Ribas (Marcelo Ribas Team/Minas Gerais) x Polyana Mota (Sombra Top Team/Granola Brnx/Pará) CINTURÃO 52KG

17.Fabiano Soldado (X-gym/Rio de Janeiro) x Jefferson Brother (TFT Team/Rio de Janeiro) 66KG

16.Augusto “Coringa” Lopez (Paraguay) x Paulo Cesar Mello (CT Rodolfo Buda/GFT JJ/Rio de Janeiro) 77KG

15.Alexandre Hoffmann (Boxer MMA/Rio Grande do Sul) x Tiago Bahia Lacerda (Roxo Strike/Pará) 84 kg

14.Caio Gregório (Gordinho Fight Team/Minas Gerais) x Diego Barbosa (Team Nogueira/Rio Grande do Sul) 66KG

13.Jorginho Filho (RVT-LB Team/Rio de Janeiro) x Claudio Cezário (Team Nogueira/Rio de Janeiro) 77KG

12.Antônio Carlos Buiu (TFT/Maranhão) x Mateus Matos (Team Nogueira/Rio de Janeiro) 61KG

Card Social Furnas

11.Wallace Dantas (Rio Figthers/Rio de Janeiro) x Elioenai Braz (Team Crézio Lutas/Rio de Janeiro) 84KG

10.Dino Batista (Union of Monsters/Rio de Janeiro) x Moisés Monstro (J. Soares Team/Rio de Janeiro) 100Kg

9.Luiz Japeri (Casquinha Jiu-Jitsu/Top Brothers/Rio de Janeiro) x Magnum “Pit” de Oliveira (Union of Monsters/Rio de Janeiro) 66Kg

8.Anderson “Bigbones” (X-gym/Rio de Janeiro) x Israel Vieira (Team Crezio Lutas/Rio de Janeiro) 77KG

7.Denilson de Oliveira (Relma Team/Rio de Janeiro) x Reinaldo “Mudo” Teixeira (War Machine CT/Rio de Janeiro) 70KG

6.Marcos Júnior (Eduardo Team/Paraíba) x Paulo Peixoto (Rio de Janeiro) 66KG

5.Vinicius Salvador (Marcelo Ribas Team/Minas Gerais) x Thiago Luiz ‘Manchinha” Bonifácio (Baixinho Team/Rio de Janeiro) 66KG

4.Diogo “Pink” Silva (X-gym/Rio de Janeiro) x Emmanuel Gabriel (Marcelo Ribas Team/Minas Gerais) 66KG

3.Lohana Bahiense (War Machine CT/Rio de Janeiro) x Karoline Martins (Caverna Team/Rio de Janeiro) 52KG

2.Luiz Carlos ’Soldado’ (Caverna Team/Rio de Janeir) x Bruno mesquita (Xfight Team/Rio de Janeiro) 57KG

1.Cristiano Ferrugem (X-gym/Rio de Janeiro) x  Alex Pavão (TFT Team/Rio de Janeiro) 77KG

(Fonte: Assessoria de imprensa)