10 dicas para você passar sem sustos pela faixa-branca, por Vinicius Magoo September 20 2015

Magoo

Neste domingo, o faixa-preta Vinicius Canevari “Magoo” ensina dez dicas para você perder o medo e pegar logo essa bendita faixa-azul de Jiu-Jitsu. Confira as lições de nosso GMI em Londrina, no Paraná, e para ver mais ensinamentos úteis para o seu desenvolvimento na academia, assine logo GRACIEMAG!

 1. Insista no seu jogo. Durante o treino, insista na posição treinada. Acredite no seu golpe até o fim. Tenha a mente forte e não se abale se não funcionar nas primeiras vezes.

2. Preserve as articulações. Evite posições perigosas, ou seja, aquelas em que suas articulações ficam constantemente estressadas – em especial as que forcem os joelhos, tornozelos e a coluna. Quando o colega encaixar o golpe, procure defender, mas não tenha medo de desistir se sentir riscos. Se você quer ter uma vida longa no esporte, preserve-se desde a faixa-branca.

3. A humildade faz o campeão. Seja humilde para saber escutar uma crítica de um lutador mais graduado e tenha a mente aberta para aprender. Às vezes, você aprende uma lição importante até mesmo com um atleta menos graduado que você. Nunca pare de aprender no Jiu-Jitsu.

4. Não tenha medo de perder no treino. Não se apavore ao ficar em posições desfavoráveis e desconfortáveis para o seu jogo. Aprenda a treinar defesas e saídas para surpreender seus adversários. Alguns bons lutadores que ficam anos sem serem finalizados gostam de treinar diariamente seu ponto mais fraco.

5. Um passo à frente leva mais longe. Para vencer no Jiu-Jitsu, uma tática clássica é começar na frente, obrigado o adversário a correr atrás. A probabilidade da vitória para quem começou vencendo é muito maior, pois o oponente precisa se expor mais. Com isso, você vai poder controlar melhor o combate e não vai precisar se arriscar.

6. Preserve seus companheiros de treino. Não use força desproporcional para finalizá-los. Treine duro com seus amigos, mas seja esperto. Melhor um companheiro de guerra bom do que um ferido.

7. Assista a vídeos de lutas e molde seu jogo. Procure estudar as técnicas de lutadores que tenham mais ou menos o seu estilo de luta. Não adianta, contudo, querer ter o jogo parecido com o do Roberto Roleta se você não tem pernas longas. Fique atento ao biótipo e à flexibilidade dos seus ídolos. Mas não caia no erro de ser um “escravo” do Youtube. Dê mais valor ao seu professor na academia.

8. Treino não é notícia. Quando estiver treinando com alguém mais graduado e porventura vencê-lo ou finalizá-lo, não se vanglorie ou comente com outros. A história dele no esporte e na academia é certamente maior do que a sua. E um dia você estará do outro lado da situação.

9. Vista o kimono para competir. Prepare-se por três meses e entre numa competição. É importante competir, isso ajuda na sua evolução. Estude bem as regras. Tenha na academia cronômetros bem visíveis para que você possa vê-lo, e com isso aprender a lidar com os diversos momentos da luta. Diminua o ritmo de treinos uma semana antes da competição, vá a um nutricionista esportivo também. Não adianta ser uma Ferrari se você usar gasolina ruim. E escute seu corpo quando ele pedir descanso.

10. Faça amigos na academia. O Jiu-Jitsu é feito de amizades também. Mesmo que um dia você se mude ou se afaste do dojô, os amigos que fez em cima do tatame serão para sempre, pode acreditar.