Molecada das favelas cariocas sonha com o ouro e nova vida no Mundial June 01 2016

Geração UPP faz sua empreitada na Califórnia pelo segundo ano consecutivo. Foto: Divulgação

Geração UPP faz sua empreitada na Califórnia pelo segundo ano consecutivo. Foto: Divulgação

Pelo segundo ano consecutivo, atletas inscritos no projeto de prevenção em artes marciais “Geração UPP” das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPP) participam da principal competição de Jiu-Jitsu do mundo: o Mundial de Jiu-Jitsu. A competição é organizada pela International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF) e acontece no The Walter Pyramid, na cidade de Long Beach, no estado americano da Califórnia, entre os dias 2 e 5 de junho de 2016.

Devido ao grande resultado obtido no ano passado, quando o jovem faixa-azul Gabriel Ribeiro, de 16 anos, morador do Morro da Providência, sagrou-se campeão, neste ano, serão dois atletas representando a equipe: Gabriel Paulo, de 16 anos, morador da Providência, e Vitória Araújo, também de 16 anos, moradora da Cidade de Deus, que estarão acompanhados por policiais militares que ministram aulas de artes marciais na UPP Providência. Além deles, também compete em sua categoria o jovem Rony Fialho, de 18 anos, acompanhado pelo seu professor policial civil e mestre Claudio, representando a Equipe Pcerj Jiu Jitsu (polícia civil).

Secretário de Esportes do Rio de Janeiro e entusiasta das artes marciais, Marco Antônio Cabral acredita que projetos como a Geração UPP ajudam a construir o legado que será deixado para as futuras gerações.

- Para a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) é fundamental ter projetos como o Geração UPP. São crianças e jovens que estão praticando atividades esportivas, com materiais e metodologia de qualidade. Nossa aposta é o esporte de base e, por isso, incentivamos cada vez mais a participação dos alunos em competições, pois sabemos que é uma motivação a mais para aquele talento que foi descoberto. Pelo segundo ano consecutivo, teremos representantes do Rio de Janeiro no Mundial de Jiu-Jitsu, nos Estados Unidos, fato que nos orgulha muito. Este é o legado social que a Seelje deixará – afirmou.

Pilar do projeto social que atende a dezenas de comunidades do Rio de Janeiro com aulas de diversas modalidades de artes marciais desde 2010, o projeto Geração UPP é desenvolvido por policias e atende a mais de 4 mil crianças, jovens e adultos. A união entre instituições é a responsável por tornar possível a viagem da equipe. O projeto de prevenção Geração UPP conta com o patrocínio da LBV, Super Rádio Brasil, Prime Esportes, Boomboxe, Concessionária Porto Novo e apoio do Governo do Estado por intermédio da Secretaria Estadual de Esportes, Lazer e Juventude, Secretaria de Segurança Pública e Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP).

(Fonte: Assessoria de imprensa)