Gleison Tibau preza pela velocidade para vencer no UFC 168 December 27 2013

Tibau vai para sua 21° luta no UFC, recorde entre os brasileiros. Foto: Divulgação

Tibau vai para sua 21° luta no UFC, recorde entre os brasileiros. Foto: Divulgação

Os compromissos de Gleison Tibau nas pesagens oficiais de suas lutas sempre foram desafiadores. Acostumado a grandes cortes de peso, desta vez o potiguar reduziu o sofrimento com um trabalho diferenciado, desenvolvido por seu nutricionista, Leopoldo Leão. Para o duelo contra o americano Michael Johnson, neste sábado, dia 28 de dezembro, no UFC 168, Tibau teve que perder oito quilos até a pesagem, que acontece pouco mais de 24h antes do show, bem menos do que em outras ocasiões, quando cortou mais de 15 quilos.

Tranquilo com a balança e o peso sob controle, Tibau pode se concentrar ainda mais no perigoso jogo de Johnson, finalista da da 12ª temporada do reality show “The Ultimate Fighter”. Sob a tutela de seu treinador faixa-preta de Jiu-Jitsu Marcos Parrumpinha e de Luciano Macarrão no muay thai, o potiguar estudou e se preparou para neutralizar as mãos rápidas e o bom nível de wrestling olímpico, principais armas de seu próximo adversário.

“O Johnson é um cara muito perigoso, que tem um boxe bem aplicado no MMA, bem rápido, e estarei ligado nisso. Me preparei para enfrentar a trocação dele, treinei muito muay thai, e vou ser melhor também nessa área. Ele tem um wrestling muito bom, mas também confio mais no meu jogo. Acho que o diferencial dessa luta será no chão, onde o Jiu-Jitsu vai fazer a diferença ao meu favor”, confia o atleta da American Top Team.

No UFC 168, Gleison Tibau completa 21 lutas desde que estreou no UFC, em 2006, o que o mantém como recordista isolado de aparições no octógono entre os brasileiros. Em 2013, já foram três, com duas vitórias, e agora ele busca a terceira seguida. Para isso, vê a velocidade como um fator decisivo no duelo contra Johnson, e aposta nos benefícios do corte de peso menos drástico, indicado por seu nutricionista, Leopoldo Leão.

“Minha preparação foi excelente e com esse acompanhamento feito com o Leopoldo me sinto diferente. Ele fez mais um grande trabalho comigo, e agora elimino menos peso na semana da luta para eu não perder minha velocidade na hora que mais precisarei dela, já que o Johnson é bem rápido. Sou mais forte do que ele, mas sabemos a importância de ser veloz no sábado. Estou pronto para fazer uma grande exibição”, analisa.

Embalado por triunfos sobre John Cholish e Jamie Varner, Tibau quer fechar o ano com vitória para figurar no Top 10 do peso leve:

“A vitória contra o Varner, que é um ex-campeão do WEC, já me deixou coladinho aos tops da categoria. Vencer o Johnson certamente me coloca entre os melhores, e é isso que quero nesse momento da minha carreira. Estou com o pé no chão, mas quero chegar no topo. E eu vou conseguir”, finaliza.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

5_KEIKO_RodapeVIP_850