Vídeo: José Aldo e Dedé inauguram dojô do Corpo de Bombeiros do Rio July 22 2016

A parceria entre a Legião da Boa Vontade, a Super Rádio Brasil e a Prime Esportes, que há seis anos leva os ensinamentos das artes marciais a jovens de comunidades através de policiais militares graduados, chegou agora ao Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.

Na última terça-feira, foi inaugurado o primeiro centro de treinamento da corporação, localizado no Quartel Central da instituição, no centro da cidade. Campeão interino peso-pena do UFC e padrinho da sala, José Aldo prestigiou a cerimônia ao lado de seu mentor, André Pederneiras, e de seus parceiros de treinos Rafael Carino e Polengue Dias, além do secretário estadual e comandante geral dos bombeiros coronel Alcântara, do coronel Marcelo Hess e do superintendente da LBV / Rádio Brasil Pedro Paulo Torres. Em homenagem ao lutador, a Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros tocou a música tema do filme “Rocky”.

“Estou muito feliz de a gente poder inserir a luta aqui dentro do Corpo de Bombeiros. A gente vê eles como heróis, todo mundo sonha em ser bombeiro para ser um herói, para salvar vidas, então andar com eles hoje em dia é uma satisfação e um orgulho muito grande. Eu fico muito feliz por isso”, disse Aldo, que também exaltou o projeto Geração UPP. “A gente fica muito orgulhoso desses militares por essa ação conjunta das comunidades e das UPPs. Esse trabalho junto só tem a enaltecer a comunidade e trazer o lado de bem para eles”.

Superintendente operacional da Defesa Civil (Sedec-RJ), o coronel Marcelo Hess de Azevedo exaltou a parceria entre as instituições e explicou a importância do centro de treinamento de artes marciais para os membros da corporação.

“Hoje foi um dia muito feliz para o Corpo de Bombeiros. Foi uma parceria de sucesso que nós fizemos com a Legião da Boa Vontade, na qual nós inauguramos o primeiro centro de treinamento do Corpo de Bombeiros. Temos 70 militares que treinam Jiu-Jitsu, karatê e kickboxing. É importante porque, além do treinamento físico, também tem o treinamento profissional, porque temos bombeiros que atendem diversos chamados de portadores de transtorno mental e precisam desses conhecimentos de artes marciais para imobilização, e assim eles se protegerão e protegerão também as vítimas em caso de necessidade da guarnição de recolher essas pessoas”, comemorou o militar.

(Fonte: Assessoria de imprensa)