FREE SHIPPING to the U.S. on ALL ORDERS!

Projeto de Jiu-Jitsu salva jovem da vida do crime e ajuda criança com transtorno psicológico

Com vitórias nos tatames e na vida, a equipe de Manguinho segue firme no Jiu-Jitsu. Foto: Divulgação

A comunidade de Manguinhos, localizada na zona norte do Rio de Janeiro, já foi um dos locais mais perigosos da capital carioca. Há alguns anos existe lá dentro o Centro de Referência da Juventude (CRJ) – órgão da Secretaria de Estado de Esportes, Lazer e Juventude, que atualmente é coordenado por Cynthia Andrade-, onde são atendidos cerca de mil jovens com inúmeras atividades aos moradores locais como cursos, danças e uma variedade de artes marciais, como Jiu-Jitsu, judô, karatê, luta-livre, capoeira, MMA, e em breve, wrestling.

Conhecidas pela campanha “Esporte é Vida” – que apoia equipes como Geração, Spartanos e Morro dos Campeões -, a Legião da Boa Vontade (LBV), a Super Rádio Brasil e a Prime Esportes também dão suporte à estrutura do local e aos atletas, assim como a Federação de Karatê do Estado do Rio de Janeiro (FKERJ), principalmente com tatames, patrocínio para viagens para fora do estado, alimentação e kimonos. A sala foi montada há mais de 5 anos pelo grupo de empresas.

Liderada pelo professor Sandro Moraes, a equipe de Jiu-Jitsu possui cerca de 70 alunos, entre eles jovens que mudaram de vida, assim como tantos outros, graças à arte suave, como explica Sandra, mãe de Luís Fernando, de 20 anos, que chegou a ser preso antes de ser apresentado aos tatames.

“Estou muito orgulhosa dele. Há um ano e três meses ele foi preso justamente por estar no lugar errado, mas um mês depois de ter saído ele começou a treinar aqui e está firme e forte. Ele gosta muito e eu estou muito feliz por isso”, testemunha a orgulhosa mãe.

Sandra não é a única grata ao Jiu-Jitsu. Karina, mãe do pequeno Kauã de 13 anos, que sofre de transtorno de déficit de atenção, diz que o filho encontrou a alegria, mudou o comportamento e melhorou o rendimento escolar desde que iniciou as aulas no tatame.

“Ele tem déficit de atenção, e através do Jiu-Jitsu do CRJ de Manguinhos e o professor Sandro Moraes ele melhorou muito, evoluiu bastante. Ele só vivia triste dentro de casa, não tinha amigos e por conta do Jiu-Jitsu ele fez amizades, conheceu mais o mundo e melhorou bastante o tratamento dele. Ainda por cima ganhou medalha na primeira competição. O Jiu-Jitsu mudou a vida do meu filho”, agradece.

No último final de semana, 32 alunos representaram a equipe do CRJ Manguinhos em um evento no subúrbio carioca e conquistaram 30 medalhas, sendo 16 de ouro, 10 de prata e 14 de bronze. Entretanto, para o professor Sandro Moraes, as conquistas mais importantes não são os metais.

“Tirando essas crianças da rua eu já afastei alguns diretamente da vida do crime, outros das drogas, e agora estão dedicando seu tempo ao esporte”, comemora.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Older Post
Newer Post
Close (esc)

Popup

Use this popup to embed a mailing list sign up form. Alternatively use it as a simple call to action with a link to a product or a page.

Age verification

By clicking enter you are verifying that you are old enough to consume alcohol.

Search

Shopping Cart

Your cart is currently empty.
Shop now

Net Orders Checkout

Item Price Qty Total
Subtotal $0.00
Shipping
Total

Shipping Address

Shipping Methods