Ex-UFC Ronny Markes é finalizado por Cassio Jacaré no Shooto 61 February 14 2016

CAssio e a chave de pé que finalizou Ronny no Shooto 61. Foto: Felipe Fiorito

CAssio e a chave de pé que finalizou Ronny no Shooto 61. Foto: Felipe Fiorito

A temporada 2016 do Shooto Brasil teve seu início nesse sábado, dia 13 de fevereiro, no Clube Hebraica Rio, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O debute no ano foi em grande estilo, com uma noite repleta de emoção e duelos agitados na 61ª edição.

No embate principal da noite, a zebra passeou pelo cage com a surpreendente vitória de Cassio Jacaré sobre o ex-UFC Ronny Markes, pela divisão dos meio-pesados (até 93kg). O evento, que contou com outros 11 duelos, teve outra surpresa na co-luta mais importante do show. Benito Tavares ignorou a torcida a favor de Alcides Nunes e nocauteou o atleta da Nova União ainda no primeiro round. A próxima edição do Shooto Brasil está marcada para o dia 02 de abril, com local ainda a ser definido.

O principal duelo da noite estava cercado de expectativas por conta do retorno de Ronny Markes ao Brasil após cinco anos atuando no exterior. Com passagens pelo UFC e WSOF, o peso meio-pesado começou a luta tentando encurralar seu adversário, mas Cássio Jacaré conseguiu controlar bem as investidas do potiguar, e, após uma queda, se aproveitou de uma brecha deixada por Markes para encaixar uma justa chave de pé, forçando o atleta da Kimura Nova União a dar os três tapinhas. Após a vitória, o pernambucano não escondeu a emoção por vencer um oponente do quilate de Ronny.

“Eu sabia que ele iria tentar o jogo de grade, me encurralando, mas treinei muito para essa luta e tinha certeza que se ele me desse uma chance eu iria finalizar. Vim do Jiu-Jitsu, tenho a maioria das minhas vitórias dessa forma e estou muito feliz por conseguir aplicar minha técnica contra um adversário do porte do Ronny. Com certeza minha carreira vai mudar daqui para frente e apesar de não ser mais um menino, espero que essa vitória possa me abrir muitas portas”, festejou Jacaré, que aos 32 anos conquistou sua 17ª vitória na carreira.

Na luta que antecedeu o duelo mais importante da noite, Alcides Nunes e Benito Tavares fizeram um combate movimentado, com muita participação do público a favor de Alcides. Mas os incentivos não foram suficientes para o atleta da Nova União, que sucumbiu a trocação afiada de Benito Tavares e foi nocauteado após um belo cruzado, finalizado com uma sequência de socos, que o fizeram ‘desligar’ por um segundo e forçar o árbitro a acabar o duelo, realizado em peso combinado de 71kg.

Os companheiros de treinos Maycon Silva, Renato King e Rafael Macapá levantaram o público presente no Clube Hebraica Rio com seus triunfos na noite deste sábado. Enquanto Maycon não precisou de mais de um minuto para finalizar o carateca Luiz Carlos com uma linda chave de braço, Renato protagonizou um belo nocaute sobre Huinderton Barbosa no segundo assalto após conseguir se livrar de uma justa finalização no round inicial. Já Macapá teve mais trabalho e em duelo muito equilibrado diante de Diogo Pimenta conseguiu a vitória por nocaute técnico depois de uma ‘chuva’ de socos no ground and pound.

O Shooto Brasil 61 começou a todo o vapor, com uma sequência de combates terminados por finalização. Flavio Blackout Fel, Luan Danger e a estreante Geisa Veloso mostraram todas suas técnicas na arte suave e venceram Diego Domingos, Eduardo Thai e Kakau Costa, respectivamente. Outro destaque da noite foi o kickboxer Cesar Almeida, que fez sua estreia no MMA profissional e despachou Thiago Dreamer por nocaute ainda no primeiro round. Antônio Carlos Buiu e Carlão Silva venceram seus duelos sobre Junior Negão e Thiago Paulista, por decisão unânime dos juízes laterais, assim como Rafael Palhares, que bateu Arthur César por decisão dividida.

Shooto Brasil 61 – Resultados oficiais

Cassio Jacaré finalizou Ronny Markes na chave de pé a 1min47seg do R1

Benito Tavares venceu Alcides Nunes por nocaute a 1min35seg do R1

Maycon Silva finalizou Luiz Carlos Karatê na chave de braço aos 59seg do R1

Renato King venceu Huinderton Barbosa por nocaute técnico a 1min37seg do R2

Cesar Almeida venceu Thiago Dreamer por nocaute a 1min08seg do R1

Rafael Palhares venceu Arthur Cesar por decisão dividida dos juízes

Carlao Silva venceu Thiago Paulista por decisão unânime dos juízes

Antonio Carlos Buiu venceu Junior Negão por decisão unânime dos juízes

Rafael Macapá venceu Diogo Pimenta por nocaute técnico aos 2min16seg do R3

Flavio Blackout Fel finalizou Diego Domingos no triângulo aos 2min14seg do R1

Luan Danger finalizou Eduardo Thai no mata-leão 2min41seg do R2

Geísa Veloso finalizou Kakau Costa no estrangulamento aos 4min03seg do R2

(Fonte: Assessoria de imprensa)