Com Minotouro, Ministério dos Esportes lança apoio às artes marciais December 22 2015

Rogério Minotouro, ao lado do ministro dos Esportes, no lançamento do Luta pela Cidadania. Foto: Divulgação

Rogério Minotouro, ao lado do ministro dos Esportes, no lançamento do Luta pela Cidadania. Foto: Divulgação

Com a intenção de trazer mais ênfase à prática de artes marciais no Brasil, o Ministério dos Esportes anunciou na última segunda-feira, dia 21, o lançamento do programa “Luta Pela Cidadania”, com a presença de nomes conhecidos do MMA, como Rogério Minotouro e Dedé Pederneiras.

A pasta pretende incentivar com verbas governamentais o pagamento de pessoal e doação de equipamentos necessários para a prática esportiva. O programa tem duração prevista de dois anos, e será dividido em núcleos, com quatro modalidades cada e com meta de contemplar até 600 atletas por núcleo.

O ministro George Hilton detalhou melhor o programa:

“O Ministério entra com a função de ampliar o número de centros de treinamento, alcançando ainda mais pessoas, desde crianças a idosos. Temos uma parceria com as escolas e as Forças Armadas, que contempla 16 mil crianças. Nossa meta é que o programa alcance 50 mil até o fim do próximo ano. Queremos ampliar, precisamos de união com as federações, trabalhar com crianças especiais. Nós vamos ser responsáveis pelo pagamento de profissionais e doação de equipamentos.

“O Luta pela Cidadania faz parte de uma política de Estado, uma política que deve ser contínua. Por isso estamos trabalhando diuturnamente para apresentar o quanto antes a Lei de Diretrizes e Bases do Esporte. Assim, independentemente de partido, de quem estiver à frente de uma secretaria ou da pasta, haverá diretrizes, e todos teremos que segui-las”, declarou.

Confira abaixo como foi o evento de lançamento do programa: