Liquid error (snippets/smartseo line 85): include usage is not allowed in this context

FREE SHIPPING to the U.S. on ALL ORDERS!

GMI: campeão brasileiro dá 4 dicas para você não perder mais no Jiu-Jitsu

Alberto Ramos no topo do pódio. Foto: Arquivo Pessoal

Alberto Ramos no topo do pódio. Foto: Arquivo Pessoal

Faixa-preta da GFTeam, Alberto Ramos beliscou mais uma medalha de ouro no superpesado, no Brasileiro de Jiu-Jitsu, realizado no inicio deste mês, em São Paulo. O professor da Team Nogueira Cachambi, nossa GMI, venceu Gustavo Silva (Ryan Gracie) na final.

Em papo com GRACIEMAG, o guerreiro listou quatro dicas para você não perder mais no Jiu-Jitsu e impressionar nos treinos e competições. Mas lembre-se: o estudo só funciona com a prática!

Para saber mais sobre aGMI, clique aqui.

1. Campeonatos: confiança + adrenalina + técnica

“Gosto de estar sempre competindo para manter um bom ritmo de lutas, sentir aquela adrenalina e me manter confiante. A competição deixa a mente atenta a tudo que envolve Jiu-Jitsu. Tente competir ao menos uma vez e você verá a diferença no seu Jiu-Jitsu”, conta Alberto.

2. Profissão: perigo

“Gosto sempre de buscar os treinos mais difíceis no dia a dia. É ótimo treinar com quem me coloca em posições de perigo na academia, isso ajuda na minha evolução. O treino é a hora de lapidar seu jogo. Tenha vontade de aprender, deixe o ego de lado. Gosto de treinar sempre com o Rodolfo, Arthur Gogó, Theodoro Cana, Morcego… Aliás, se eu for falar todos os treinos difíceis da GFTeam vou ficar o dia todo escrevendo! Com eles não tem essa de aliviar, é treino duro o tempo todo”, diverte-se o professor.

3. Ouvidos abertos sempre

“Escuto sempre o que meus treinadores dizem. É impressionante como eles sempre têm um ajuste ou uma posição que me ajuda na hora do sufoco. Estar sempre perto dos meus amigos de treino, até quando não estou treinando, também é legal: quando você tem pessoas que querem a mesma coisa que você, facilita muito seu trabalho no Jiu-Jitsu”, comenta o faixa-preta de Julio Cesar.

4. Repita o básico sempre

“Quando comecei a dar aulas passei a fazer muita repetição de posição com meus alunos. E foi impressionante como isso começou a fazer diferença. Quanto mais você repete, mais condicionado você fica. Isso faz muita diferença na hora de lutar, as posições ficam no automático”, aconselha Alberto.

Older Post
Newer Post
Close (esc)

Popup

Use this popup to embed a mailing list sign up form. Alternatively use it as a simple call to action with a link to a product or a page.

Age verification

By clicking enter you are verifying that you are old enough to consume alcohol.

Search

Shopping Cart

Your cart is currently empty.
Shop now