Thomas perde primeira e Barão estreia nos penas com derrota May 29 2016

Com forte jogo no boxe, Garbrandt quebrou a invencibilidade de Thomas Almeida. Foto: JOsh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Com forte jogo no boxe, Garbrandt quebrou a invencibilidade de Thomas Almeida. Foto: JOsh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Noite difícil para os brasileiros no UFC em Las Vegas desse domingo, dia 29. Os quatro brasileiros escalados para o card foram superados em suas disputas, que rolaram no Mandalay Bay Events Center.

Na luta principal, Thomas Almeida fez um duelo de invictos contra Cody Garbrandt na divisão de pesos-galos. Thomas, com 21 vitórias, 16 por nocaute, entrou fechado e com ações no contra-ataque para tentar superar Garbrandt, que acumulava oito vitórias seguidas no cartel.

O americano, que despachou Augusto Tanquinho em sua luta anterior na organização, atacou forte com socos e Thomas logo sentiu a potência do oponente. Não demorou muito para que Cody conseguisse acertar um golpe em cheio em Thomas, atleta que costuma aceitar bastante os ataques adversários. Um cruzado forte e seco, e mais dois socos no solo, deram cabo do duelo que terminou no primeiro assalto. Nocaute assinado para Cody.

Antes, o ex-campeão dos galos Renan Barão fez suas estreia até 66kg, na divisão de pesos-penas, em combate muito esperado. Com muitos problemas no corte de peso para 61kg e a nova política na pesagem do Ultimate, os pesos-penas se tornaram a categoria ideal para o faixa-preta de Jiu-Jitsu da Nova União. Porém, seu primeiro adversário foi Jeremy Stephens, ex-atleta do peso leve que agora se aventura na categoria de baixo.

Apesar de Barão ter entrado muito bem na categoria de cima, mais saudável e rápido, Stephens, maior que o brasileiro, parecia um gigante no cage. Seus golpes sacudiam o brasileiro, que mesmo ao tentar levar para o Jiu-Jitsu, uma de suas armas na organização, não obteve sucesso ao quedar o “grandalhão” Jeremy, que se defendeu bem do jogo de grappling. Após 15 minutos de combate ferrenho, o resultado veio a favor do americano, na decisão unânime.

Outros dois brasileiros no card, Vitor Miranda e Alberto Uda também não conseguiram o resultado esperado. Vitor, que encarou Chris Camozzi, viu seu jogo anulado pelo estrategista americano, e perdeu na decisão unânime. Já Uda, que fez sua estreia no Ultimate, estave melhor no combate contra Jake Collier, mas um chute rodado do americano tirou o brasileiro de combate. Vitória por nocaute técnico.

Confira abaixo os resultados completos:

UFC: Almeida x Garbrandt
Las Vegas, Nevada
29 de maio de 2016

Cody Garbrandt nocauteou Thomas Almeida aos 2min53s do R1
Jeremy Stephens venceu Renan Barão na decisão unânime dos jurados
Rick Story venceu Tarec Saffiedine na decisão unânime dos jurados
Chris Camozzi venceu Vitor Miranda na decisão unânime dos jurados
Lorenz Larkin venceu Jorge Masvidal na decisão dividida dos jurados
Paul Felder venceu Josh Burkman na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Sara McMann venceu Jessica Eye na decisão unânime dos jurados
Abel Trujillo venceu Jordan Rinaldi na decisão unânime dos jurados
Jake Collier venceu Alberto Uda por nocaute técnico a 1min06s do R2
Erik Koch finalizou Shane Campbell no mata-leão aos 3min02s do R2
Bryan Caraway venceu Aljamain Sterling na decisão dividida dos jurados
Adam Milstead venceu Chris De La Rocha por nocaute técnico aos 4min01s do R2