10 frases memoráveis de grande mestre Carlos Gracie, o professor pioneiro March 07 2016

Carlos Gracie e seu filhão Carlson dão entrevistas. Foto: Arquivo O Globo

Carlos Gracie e seu filhão Carlson dão entrevistas em redação do Rio de Janeiro. Foto: Arquivos Família Gracie

Confira dez lições memoráveis do professor Carlos Gracie (1902-1994), o aluno do japonês Conde Koma que tornou-se grande mestre e o pioneiro da arte suave no Brasil. Qual é a sua favorita? Bons treinos!

 

“Com o Jiu-Jitsu aprendi, sobretudo, a grande lição, que foi a de me conhecer profundamente.”

 

“De nada vale a força física bruta contra a ciência dos samurais.”


“O adepto do Jiu-Jitsu deve, acima de tudo, prestigiar, amar e defender o grande esporte que praticamos.”


“É quando os lutadores cansam que a luta começa realmente a ser travada.”

 

“Comer errado é o pior dos venenos.”

 

“Valdemar Santana queria cartaz e foi encontrar desafiando justamente quem lhe ensinara a lutar. Repetiu-se um fato muito comum, a revolta da criatura contra o criador.”

 

“Faça um monte de filhos. Pelo menos um vai te dar alegria.”

 

“Jamais lute contra a pessoa, e sim contra os movimentos dela.”

 

“O hábito de acender um cigarro é uma burrice social. Imaginemos que fosse socialmente elegante ter dois cilindros que exalassem fumaça espetados nas narinas. Imitarias isso também?”

 

“Emprega o maior tempo no aperfeiçoamento de ti mesmo, e nenhum tempo em criticar os outros.”

 

“Promete a ti mesmo ser grande demais para sentir desassossego, nobre demais para sentir cólera, forte demais para sentir temor e feliz demais para sentir contrariedades.”