Há 10 anos, Rodrigo Minotauro já provava contra Cro Cop, que só o Jiu-Jitsu salva November 09 2013

Rodrigo Minotauro Nogueira e o armlock em Cro Cop no Pride Foto Susumu

Minotauro e o clássico armlock em Cro Cop, no Pride Final Conflict 2003. Foto: Susumu Nagao/Arquivos NOCAUTE.

Foi há exatos dez anos, mas quem esquece? O fã de Jiu-Jitsu e a equipe GRACIEMAG se lembram bem.

No dia 9 de novembro de 2003, Rodrigo “Minotauro” Nogueira subiu ao ringue do Pride Final Conflict, diante de um público anunciado de 67.450 fãs apaixonados, para tentar acabar com a marra do temido Mirko “Cro Cop” Filipovic, que havia exigido ficar num hotel afastado dos outros lutadores e dizia que ia desconectar o faixa-preta baiano.

Minotauro apanhou por dez minutos, no primeiro e extenso round do evento japonês, mas no segundo assalto voou nas pernas do ex-policial croata, passou a guarda e entortou os ligamentos do rival, em cena que iria ao ar no programa “Fantástico”, para milhões de brasileiros que não sabiam, até aquele dia, o que era MMA.

Quem esquece?